10.18.2007

Pontas soltas II


  • O inqualificável James Watson que ganhou um Nobel graças a resultados roubados à malograda Rosalind Franklin sempre foi conhecido por tiradas racistas e machistas. Recentemente afirmou que a estupidez e a homosexualidade eram doenças que se podiam eliminar com manipulação genética. Esta semana voltou à carga numa entrevista ao Times onde afirma que as pessoas negras são intrinsecamente menos inteligentes que as brancas.
    Elementar meu caro Watson, para eliminar pessoas como você nem é preciso manipulação genética um tiro no meio dos olhos de preferência dado por uma mulher negra lésbica e de baixo QI basta!
    O Alex no neatorama diz que o sr. é a cara chapada do Mr. Burns dos Simpsons. Mas o Mr. Burns foi inspirado no magnata norueguês Fred. Olsen com quem é fisionomicamente muito parecido. Eu acho é que o Watson vê os Simpsons e se está a transformar no Burns!
    Como cientista devia saber que para dizer coisas destas é preciso apresentar provas irrefutáveis. Como figura pública devia pensar que há coisas que não pode dizer mesmo que as pense.
  • O Booker foi para Anne Enright com "the gathering", que ainda este mês escreveu uma pérola sobre ódios de estimação no London review of books. O livro é sobre.... a vida! (ok é sobre memórias partilhadas numa familia disfuncional e por baixo do verniz há madeira podre...). O livro votado por unanimidade no juri cilindrou as obras do McEwan (já ganhaste uma vez pá) e do Jones (Dickens cheira a mofo pá).
  • Campanha "PobrezaZero" de uma PobrezaInfinita. Esta campanha do dia de ontem que consistiu em chamar a atenção para a pobreza reuniu milhares de pessoas a fazer coisas absurdas. Oh, meus amigos a pobreza não precisa que vocês se levantem precisa é que lhes matemos a fome! Ide ao Multibanco e doai, Ide ao pobre do fundo da rua e doai, Entraí de rompante num orfanato e adoptai um pirralho!


1 Comments:

Blogger c said...

As declarações da pessoa Watson, são de facto inacreditáveis.

Também no referido sobre a homossexualidade:
«se um dia se descobrisse que a homossexualidade está gravada nos genes, então que as mães de bebés com esses genes deveriam ter o direito de abortar: “Disse que deviam ter esse direito porque quase todas gostavam um dia de ter netos”»

12:30 pm  

Post a Comment

<< Home

--------------------------------------------------------------The End------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------